16/10/2020 16h13 - Atualizado em 16/10/2020 16h43

Ações em prol do desenvolvimento do Estado são apresentadas no lançamento do Programa Mobiliza Brasil

A desburocratização, o equilíbrio fiscal, a oferta de programas e projetos de incentivo às micro e pequenas empresas trazem segurança e confiança no ambiente de negócios capixaba reafirmando o compromisso do Governo do Estado em promover o desenvolvimento regional. Este é o retrato da economia do Espírito Santo que foi apresentado, nesta sexta-feira (16), pela Secretaria de Desenvolvimento (Sedes) durante o lançamento do programa Mobilização pelo Emprego e Produtividade, evento on-line organizado pelo Ministério da Economia e Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes), em Vitória.

O secretário de Estado de Desenvolvimento, Marcos Kneip, esteve presente no evento e durante sua fala afirmou que o Espírito Santo tem alcançado números sensíveis ao conquistar o título de estado com menor tempo de espera para abertura de novas empresas do Sudeste, de acordo com os dados da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (RedeSim). A diminuição do tempo médio para a abertura de novas empresas no Estado reflete as iniciativas do Governo do Estado para a desburocratização de processos e melhoria do ambiente de negócios capixaba.

Kneip citou ainda que o Espírito Santo foi classificado como o 5° estado mais competitivo do País, de acordo com o Ranking de Competitividade dos Estados, elaborado anualmente pelo Centro de Liderança Pública (CLP). O Espírito Santo está na frente de estados como Minas Gerais (7°), Mato Grosso do Sul (6°) e atrás apenas do Paraná (4°), Distrito Federal (3°), Santa Catarina (2°) e São Paulo (1°). Outro dado mencionado pelo secretário Marcos Kneip foi a adesão dos 78 municípios ao Programa Estadual de Desburocratização do Ambiente de Negócios (Simplifica-ES) que otimiza o atendimento aos empreendedores e reduz o tempo de abertura de novos negócios em território capixaba.

“A Findes e o Sebrae têm sido ótimos parceiros em projetos importantes do Estado como o Simplifica-ES e a Sala do Empreendedor. Sabemos que ambos desempenham um trabalho fantástico em seus segmentos. Unindo forças e mantendo diálogo franco e republicano constante com o setor produtivo, o Estado vem avançando em vários quesitos e isso é importante para quem deseja empreender porque sente que existe segurança e planejamento. Vamos manter o Estado neste rumo, pois somente conversando podemos fazer com que as empresas possam expandir em suas atividades, destravamos investimentos e conseguimos trazer mais investimentos”, pontuou.

O secretário de Estado de Desenvolvimento frisou ainda que o Espírito Santo está em 2° lugar no Índice de Liberdade Econômica Estadual (IMLEE) do Brasil, estudo elaborado pelo Centro Mackenzie de Liberdade Econômica (CMLE), em São Paulo. Para alcançar essa classificação são analisados três pilares: os gastos do governo, as características de sua tributação e a liberdade do mercado de trabalho.

O lançamento do programa Mobilização pelo Emprego e Produtividade contou com a presença da vice-governadora do Estado, Jaqueline Moraes; do secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia (SEPEC/ME), Carlos Da Costa; e da presidente da Findes, Cris Samorini, além de gestores públicos estaduais e municipais, parlamentares, representantes de entidades do setor produtivo e empreendedores.

 

Informações à Imprensa:

Assessoria de Comunicação da Sedes/Ipem

Andreia Foeger / Gabriela Galvão

(27) 3636-9707 / 99942-9537 / 3636-9708

comunicacao@sedes.es.gov.br / gabriela.galvao@sedes.es.gov.br

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard