26/04/2018 17h22

Banco do Nordeste vai investir R$ 1 bilhão em obras e projetos no Estado

O Banco do Nordeste vai investir R$ 1 bilhão no Espírito Santo neste ano. A novidade foi anunciada nesta quinta-feira (26), pelo governador Paulo Hartung e o presidente da instituição, Romildo Rolim, no Palácio Anchieta, em Vitória.

Do total a ser investido no Estado, R$ 845 milhões são provenientes de recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). Deste valor, R$ 345 milhões serão destinados para projetos de investimento, custeio e capital de giro em diversos setores da economia. Já os R$ 500 milhões restantes do fundo vão ser para projetos de infraestrutura, que incluem produção de energia, construção de rodovias e de aeroportos e outras obras.

Os investimentos vão beneficiar um total de 28 municípios das Regiões Norte e Noroeste, que são atendidos pelo Banco do Nordeste.

O aporte para o Estado aumentou se comparado ao ano passado. Em 2017, o Espírito Santo recebeu R$ 262,3 milhões de investimento do banco, dos quais R$ 149,7 milhões foram oriundos do Fundo.

Hartung afirmou que, no país, não se faz desenvolvimento sem linhas de créditos. “A ideia do encontro é aproximar o Banco de nossas lideranças políticas e empresariais. A oferta colocada na mesa é maior do que operamos e, apesar das linhas de crédito no país não serem baratas, é um recurso diferenciado.  Além disto, também estamos assinando um acordo de cooperação entre o Incaper, onde nossa área de extensão rural irá auxiliar na possibilidade de pequenos financiamentos, de maneira capilarizada, aos produtores capixabas”, explicou o governador.

O secretário de Estado de Desenvolvimento, José Eduardo Azevedo, ressaltou a importância do investimento do Banco do Nordeste para a atração de negócios. "É um valor expressivo que, sem dúvida, contribuirá para a geração de emprego e de renda dos municípios atendidos pelo Banco”, afirmou.

Romildo Rolim explicou a importância do encontro. “O nosso objetivo é aproximar o Banco Nordeste das lideranças políticas e empresariais. Porque é isso que faz a gente trabalhar e enxergar as necessidades e priorizar os nossos investimentos”.

Cooperação

Durante o encontro, foi assinado um termo de cooperação entre o Banco do Nordeste e o Incaper. O objetivo é usar a estrutura do Incaper nos municípios, para facilitar o acesso dos pequenos produtores rurais aos financiamentos do Banco do Nordeste. "Daremos todo o apoio para desenvolver a região e para o produtor acessar o crédito do Banco", destacou a diretora-presidente do Incaper, Nara Rocha.

Fundo

Criado em 1988, o Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) é um instrumento de política pública federal, operado pelo Banco do Nordeste.

Tem como objetivo contribuir para o desenvolvimento econômico e social do Nordeste com execução de programas de financiamento a setores produtivos, em consonância com o plano regional de desenvolvimento, possibilitando a redução da pobreza e das desigualdades.

Atualmente, o FNE atende a 1.990 municípios situados nos nove estados que compõem a Região Nordeste e Norte do Espírito Santo e de Minas Gerais, incluindo os Vales do Jequitinhonha e do Mucuri.

O Fundo possibilita acesso ao crédito a segmentos empresariais de microempreendedores individuais, produtores, empresas, associações e cooperativas.

Além dos setores agropecuário, industrial e agroindustrial, também são beneficiados com recursos os setores de turismo, comércio, serviços, cultura e infraestrutura.

 

Informações à Imprensa:

Assessoria de Comunicação da Sedes

Manuella Romeiro 3636-9708 / 99942-9537
manuella.romeiro@sedes.es.gov.br

Marco Valério Magalhães 3636-9707 / 988174824
marco.magalhaes@sedes.es.gov.br

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard