04/02/2021 11h30 - Atualizado em 18/02/2021 10h45

Sedes abre concorrência pública para venda de lotes do Polo Empresarial Cercado da Pedra

Foto: Divulgação/Sedes

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento (Sedes), publicou, nesta quinta-feira (04), no Diário Oficial do Espírito Santo, o edital de concorrência pública do Polo Empresarial Cercado da Pedra, localizado na Serra. As empresas interessadas em participar da concorrência pública para a comercialização de 32 lotes poderão efetuar o depósito bancário do montante de 5%, que será recolhido como condição para habilitação no certame até o dia 05 de março.

A abertura dos envelopes da concorrência pública será realizada no dia 10 de março, às 10 horas, no auditório do Condomínio do Edifício do Palácio do Café, na Avenida Nossa Senhora dos Navegantes, 675, Enseada do Suá, em Vitória.

Estão disponíveis para venda os seguintes lotes: 01 a 03 da Quadra I; 02 e 03 da Quadra II; 04, 05 e 06 da Quadra V; 01, 02, 04, 05, 06, 07 e 08 da Quadra VII; 01, 03, 04 e 05 da Quadra VIII; 01, 02, 04, 06, 09, 10, 11, 13, 14 ,15, 16, 17 e 18 da Quadra X.

O empreendimento está localizado na Avenida Talma Rodrigues Ribeiro (na antiga estrada para Manguinhos), na Serra. O Polo Empresarial Cercado da Pedra tem área total de 1.246.000 metros quadrados, e está pronto para construção.

A gerente de Comercialização e Logística de Negócios da Sedes, Maria Emília V. Braun Rizk, informou que com a retomada econômica as empresas de diversos setores têm procurado a Sedes com o intuito de buscar áreas para realocar ou ampliar seus empreendimentos.

“No Polo Cercado da Pedra já temos várias empresas em funcionamento, algumas com projetos em andamento, e por isso, existe a expectativa de geração de empregos no município. No edital de concorrência pública há previsão de concessão de 25% de desconto as empresas que se comprometerem a executar obra de implantação em 30 meses, lembrando que o prazo para pagamento é de 60 meses. Nosso objetivo ao oferecer o desconto é antecipar a geração de empregos e renda, promover o desenvolvimento no município e a arrecadação de tributos para o Estado”, disse Maria Emília.

Pagamento

As empresas vencedoras do certame poderão optar por duas formas de pagamento: 10% do valor total arrematado no ato da assinatura do contrato, computando-se o montante de 5%, que será recolhido como condição para habilitação no certame; e 90% em 60 parcelas mensais.

A obra deverá ser concluída no prazo máximo de até 60 meses. No entanto, a empresa que optar pela conclusão das obras no prazo de até 30 meses, no ato de assinatura do contrato, receberá desconto de 25% sobre o valor arrematado.

Os interessados poderão solicitar esclarecimentos sobre a concorrência pública diretamente à Comissão Permanente de Licitação, até o prazo de três dias anteriores à data definida para a sessão de abertura dos envelopes, por meio do seguinte e-mail: cpl2@sedes.es.gov.br.

Plano Espírito Santo — Convivência Consciente

É um conjunto de ações envolvendo órgãos do poder público e do setor produtivo para promover o desenvolvimento econômico, priorizando as pessoas, com o objetivo de reduzir os impactos sofridos pela população capixaba em decorrência da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). São previstos mais de R $32 bilhões em investimentos dos Governos Federal, do Estado e do setor privado até o final de 2022. A estimativa é de que sejam criadas mais de 100 mil vagas de emprego.

O Plano apresenta sete eixos de atuação: Desburocratização; Medidas Tributárias; Crédito e Financiamento; Monitoramento dos Impactos na Economia; Aceleração dos Investimentos Públicos e Privados; Inovação e Tecnologia e Geração de Emprego e Renda.

O Conselho Gestor do Plano Espírito Santo — Convivência Consciente é formado pelas Secretarias de Economia e Planejamento (SEP); Mobilidade e Infraestrutura (Semobi); Fazenda (Sefaz); Governo (SEG), Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional (Secti) e Desenvolvimento (Sedes), que vão acompanhar de perto a implementação das medidas previstas no Plano. O Conselho será responsável ainda pelas orientações a serem seguidas conforme as prioridades do Governo, propondo ações de rearranjo da conjuntura econômica e potencializando a recuperação da economia do Estado.

Confira o edital

Edital Retificado

Retificação N° 01

Veja aqui o Memorial Descritivo do Cercado da Pedra

Confira a planta dos lotes do Polo Empresarial Cercado da Pedra  

 

Informação à Imprensa:

Assessoria de Comunicação da Sedes/Ipem

Andreia Foeger / Gabriela Galvão

(27) 3636-9707 / 99942-9537 / 3636-9708

comunicacao@sedes.es.gov.br / gabriela.galvao@sedes.es.gov.br

 

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard