08/11/2019 13h46

Sedes debate perspectivas para indústria em palestra em Vitória

A Secretaria de Desenvolvimento (Sedes) participou, nesta quinta-feira (07), do evento “Como o Fundo Soberano e a ES Gás podem colaborar na alavancagem da competitividade da indústria capixaba", promovido pelo Centro Capixaba de Desenvolvimento Metalmecânico (CDMEC), em Vitória. O secretario Marcos Kneip ministrou palestra, na qual abordou as perspectivas para o Espírito Santo com o novo mercado de gás.

Em sua apresentação, Kneip destacou as potencialidades do Espírito Santo para os investidores. “Somos uma das poucas unidades federativas que têm incentivos fiscais previstos em legislação, o que garante segurança jurídica. Além disso, temos estabilidade fiscal. Somos o único Estado com nota A emitida pelo Tesouro Nacional, título que conquistamos desde 2012. Temos ótimas condições e estamos sempre de portas abertas para aqueles que tenham interesse em investir”, afirmou.

O secretário pontuou ainda que a estimativa é de que o Novo Mercado de Gás do Governo Federal destrave R$ 32,8 bilhões em investimentos até 2032, em todo o País. Segundo ele, no Espírito Santo diferentes empresas do setor produtivo serão beneficiadas com a criação da ES Gás. A empresa será baseada nas regras do novo mercado, e a previsão é de que os investimentos cheguem a R$ 10 bilhões nos próximos cinco anos.

“Com esses investimentos teremos a ampliação da infraestrutura de escoamento, processamento, transporte e distribuição de gás natural, além da retomada da competitividade das indústrias de siderurgia, fertilizantes, cerâmica, vidro, petroquímica e mineração. Toda a cadeia produtiva será beneficiada”, destacou Kneip.

Já o presidente do CDMEC, Leandro Barcelos, reforçou que "o gás é uma fonte de energia de transição para o Estado se tornar forte no quesito energia limpa. Esse é um momento muito enriquecedor para setor produtivo, que necessita compreender todas as oportunidades que essa transição pode gerar para traçar suas melhores estratégias, disse.

Também participaram do evento, o presidente da ES Gás, Heber Resende, e o diretor geral da Agência de Regulação de Serviços Públicos do Espírito Santo (Arsp), Munir Abud.

A ES Gás é uma empresa de economia mista em que o governo do Espírito Santo detém 51% de participação, tendo como sócia a BR Distribuidora, com 49%. A expectativa é de que a empresa entre em operação em janeiro de 2020.

A empresa terá um contrato de concessão novo, baseado nas regras planejadas pelo Governo Federal visando à quebra do monopólio do setor. Um dos pontos relevantes da nova regulamentação é a previsão do consumidor livre, que pode negociar a aquisição do insumo diretamente com o produtor, algo antes proibido.

Informações à imprensa:
Assessoria de Comunicação da Sedes/Aderes/Ipem
Andreia Foeger / Cintia Dias
(27) 3636.9707 / (27) 99942-9537 / (27) 3636.9708 / (27) 99234-1291
andreia.foeger@sedes.es.gov.br / cintia.dias@sedes.es.gov.br

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard