12/03/2019 16h00 - Atualizado em 12/03/2019 17h05

Sedes participa de lançamento de projeto de inovação para o Espírito Santo

Nesta terça-feira (12), o secretário de Desenvolvimento, Heber Resende, participou do lançamento do Planejamento do Ecossistema de Inovação Capixaba, uma iniciativa da MCI (Mobilização Capixaba pela Inovação), da qual a Sedes é integrante junto a representantes do setor produtivo e da academia.


Para Resende, o planejamento é de extrema importância para o Estado. “Temos muito que avançar em inovação. Pelo ranking de competitividade dos Estados, ainda ocupamos uma posição secundária, no 16° lugar, algo que esperamos reverter. A inovação é um importante motor do desenvolvimento, o que justifica nossas ações nesse campo”, explica.

O planejamento será conduzido pela Fundação Certi (Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras), de Santa Catarina, reconhecida nacional e internacionalmente por projetos, serviços e empreendimentos de vanguarda.

Por meio de workshops, serão definidos quatro setores estratégicos e mapeados os atores, mecanismos e trilha de inovação. Serão decididos, ainda, a visão de futuro e as macro ações, além de identificados gargalos, entradas e saídas da trilha, relação entre atores e mapa de ações estratégicas. O resultado será a estruturação de um plano de ação e a definição de prioridades a curto, médio e longo prazo.


Eliza Coral, conselheira da Fundação Certi e coordenadora do projeto no Espírito Santo, explica como o processo será conduzido. “Faremos um planejamento do ecossistema e das trilhas de inovação. Mais do que um planejamento, teremos um plano de trabalho para os próximos dez anos a partir do entendimento dos nossos pontos fortes e das fragilidades e da elaboração de projetos com uma visão comum e com papeis bem definidos para todos os agentes, cujo trabalho se complementa”, diz.


A consultora vê similaridades entre Vitória e Florianópolis, que teve seu potencial modificado com um projeto semelhante. “A matriz de negócios da capital catarinense hoje é de base tecnológica, algo fomentado ao longo dos anos. Vitória é geograficamente semelhante à nossa ilha e apresenta enorme potencial para trilhar caminho semelhante”, vislumbra.


Também participaram do lançamento o diretor-presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes), Denio Rebello, a subgerente de Inovação da Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional (Secti), Michele Rudio, o vice-presidente da Findes, Luciano Raizer Moura, o reitor da UVV, Heráclito Amâncio Pereira Júnior, além de outros representantes da MCI.


Sobre a MCI


  • Criada em 2018, a Mobilização Capixaba pela Inovação é uma articulação entre os representantes do setor produtivo (ArcelorMittal, Vale, Suzano, ES em Ação, Sindicato do Comércio Atacadista e Distribuidor do Espírito Santo/Sincades e Sistema Findes), Governo do Estado e academia (Ufes, Ifes e UVV).

  • Seu objetivo é aproximar o setor produtivo da comunidade científica, na permanente busca por novos negócios e oportunidades de crescimento.

  • A MCI criou um fundo para o fomento da inovação com a disponibilização de recursos da ordem de R$ 80 milhões para financiamento de projetos em inovação nos próximos dois anos.


Informações à imprensa:


Assessoria de Comunicação da Sedes/Aderes/Ipem
Andreia Foeger
(27) 3636.9707 - 99942-9537
andreia.foeger@sedes.es.gov.br


Cintia Dias
(27) 3636.9708 - 99234-1291
cintia.dias@sedes.es.gov.br

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard