30/04/2018 18h14

Sinal verde para a ampliação do Aeroporto de Linhares

Nesta segunda-feira (30) foi assinada a ordem de serviço para a ampliação do Aeroporto de Linhares. A obra – que já foi licitada – deve gerar 150 empregos diretos e atenderá a demanda de passageiros para voos regionais e executivos das Regiões Norte e Noroeste do Espírito Santo, além de servir como alternativa para voos que pousariam na capital.

O governador Paulo Hartung destacou que a nova estrutura do Aeroporto de Linhares impacta diretamente na modernização da infraestrutura do Estado, principalmente, da Região Norte. “Isso significa logística. O Espírito Santo tem uma localização geográfica diferenciada. O Estado tem tudo para ser uma porta de entrada e saída de produtos no país. Devagar estamos avançando para melhorar a infraestrutura do Estado”, ponderou.

O governador destacou ainda que, após Linhares, o Governo do Estado vai atuar na modernização da atual estrutura aeroportuária de Cachoeiro de Itapemirim. “Estamos trabalhando para estruturar uma malha aeroportuária no Estado que é um sonho antigo”, explicou.

Durante a abertura do evento, o secretário de Estado de Desenvolvimento, José Eduardo Azevedo, ressaltou a importância da obra para o desenvolvimento regional e para a logística capixaba. "A parceria e a persistência foram pontos fortes de toda a equipe que trabalhou para esta obra. Teremos investimentos que devem superar R$ 40 milhões, sendo R$ 30 milhões de obra e mais R$ 7 milhões de desapropriação e só dá para fazer esse investimento com um Estado organizado e com parceiros. Isso vai se traduzir em oportunidade de emprego e em renda para os capixabas", afirmou.

O secretário Nacional de Aviação, Dario Lopes, ressaltou que os investimentos não vão parar por aqui. "Esse aeroporto é um ponto de acesso diferenciado, gera emprego, renda, atrai empreendimentos. E no segundo semestre vamos começar a pensar em Cachoeiro", salientou.

Convênio 

A ampliação será realizada por meio de um convênio entre Governo Federal e Governo do Estado, e será executada pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Espírito Santo (DER-ES). 

A expectativa é de que as obras, que devem custar aproximadamente R$ 30 milhões, durem um ano.

Nova pista

Com a ampliação, o aeroporto terá uma nova pista de pouso e decolagem (que passará de 1350mx30m para 1860x45m) com capacidade de receber aeronaves com mais de 130 passageiros. 


A pista de táxi existente será melhorada e o pátio das aeronaves ampliado. Essas intervenções permitirão que o aeroporto, que hoje opera com voos particulares, receba aeronaves de maior porte. 

Informações à Imprensa:

Assessoria de Comunicação da Sedes

Manuella Romeiro 3636-9708 / 99942-9537
manuella.romeiro@sedes.es.gov.br

Marco Valério Magalhães 3636-9707 / 988174824
marco.magalhaes@sedes.es.gov.br

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard